Esportes

Santos ganha 3ª na Série B, divide 1º lugar com Sport e empurra Guarani para lanterna

O Santos manteve os 100% de aproveitamento na Série B, nesta segunda-feira, ao derrotar o Guarani, por 4 a 1, na Vila Belmiro, em duelo válido pela terceira rodada.

Se o time santista chegou aos nove pontos e à liderança, ao lado do Sport, a equipe de Campinas continua sem pontuar no campeonato e ocupa o último lugar.

O jogo começou frio assim como o clima na Vila Belmiro, vazia pela punição imposta em razão dos incidentes ocorridos no jogo do rebaixamento no ano passado. A distância das equipes na classificação do campeonato não era sensível no gramado.

O Guarani conseguiu equilibrar inicialmente a partida e quase abriu o placar, aos 20 minutos, com Luan Dias, que acertou um forte chute no travessão de João Paulo.

O destaque do Santos, mais uma vez, foi Guilherme, que acumulou três oportunidades para abrir o placar, aos 32 minutos. O atacante recebeu na meia esquerda e bateu cruzado para fazer 1 a 0.

A desvantagem no placar desmoronou o psicológico do Guarani. O Santos, por sua vez, se impôs e ampliou a vantagem aos 40 minutos, com um belo gol de Diego Pituca.

E quando a fase é ruim tudo dá errado. A zaga do Guarani espirrou uma bola dentro da área e Gil, como um centroavante, virou bonito para fazer 3 a 0 para o Santos, aos 43 minutos.

Mas o lance foi impugnado por que o zagueiro estava impedido no início da jogada.

O primeiro tempo terminou completamente diferente do que havia começado. O Santos dono do duelo, enquanto o Guarani, despedaçado, pareceu sem forças para voltar para a segunda etapa

O segundo tempo começou em ritmo lento, com a impressão de que as equipes estavam conformadas com o resultado. O Guarani chegou a buscar o ataque, mas se mostrou muito frágil e levou mais dois gols. O primeiro com Morelos, aos nove, e Giuliano, aos 16 minutos.

Se o Guarani não conseguiu seu primeiro ponto na Série B, pelo menos o time de Campinas fez seu primeiro gol na competição. E ele veio de pênalti, em bela cobrança de Caio Dantas, aos 27 minutos.

Daí para frente o jogo ficou aberto, mas os jogadores do Santos estavam desinteressados, enquanto os do Guarani não tiveram força para buscar uma reação.

Fonte: Estadão Conteúdo

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo